Começaram as Dores de Parto?

Mensagem à todos os católicos
Começaram as Dores de Parto?
Clique na barra abaixo para escutar em áudio

VEMOS que se instalou na Igreja uma certa dureza de coração, especialmente entre os católicos instruídos, que demonstraram uma chocante falta de discernimento e até de vontade de ver o que se desenrola à sua volta.   Ironicamente, são comediantes vulgares como Bill Maher ou feministas honestas como Naomi Wolfe, que se tornaram os “profetas” involuntários dos nossos tempos. Eles parecem ver com mais clareza hoje em dia do que a grande maioria da Igreja! Outrora ícones do politicamente correcto de esquerda , são agora eles que alertam que uma ideologia perigosa está a varrer o mundo, erradicando a liberdade e atropelando o bom senso – mesmo que se expressem de forma imperfeita. Como Jesus disse aos fariseus: “ Eu vos digo, se estes [isto é. a Igreja] ficavam em silêncio, as próprias pedras clamariam”. 

Não é que devamos ficar obcecados com profecias ou viver escondidos debaixo de uma rocha por medo do que está por vir. Pelo contrário, trata-se de nos tornarmos cristãos equilibrados, sábios e corajosos que vêem claramente e se tornam faróis brilhantes de esperança e orientação. Porque não há nada mais prejudicial do que quando cegos guiam outros cegos.

Esperávamos que neste mês Outubro de 2023 começassem grandes tribulações e realmente hoje estamos assistindo somente tribulação em todos os meios de comunicação mundial. Para aqueles que têm olhos para ver e ouvidos para ouvir, não há dúvida de que isto aconteceu.

Além disso, embora cada dia traga novas manchetes ameaçadoras,  o que está a acontecer  não  será óbvio para aqueles que não vigiam e oram. Satanás é um mestre mentiroso; ele praticou a arte do engano durante milênios, e os cristãos são seu alvo favorito. Quão eficaz é o presente engano?


 

A vida não foi feita para ser uma torrente de caos, velocidade e complexidade. Nem Deus nos criou para a morte, divisão e destruição. Isso vemos na harmonia original da criação que para o homem foi interrompida no Éden – e que o Pai agora deseja restaurar para que Sua vontade Divina possa reinar “na terra como é na terra”. Paraíso.”  Sim, está chegando, uma Era de Paz e do Reino da Vontade Divina ; temos orado por isso no Pai Nosso há 2.000 anos:

Então o lobo será hóspede do cordeiro, e o leopardo se deitará com o cabrito; o bezerro e o leãozinho pastarão juntos, com uma criança para guiá-los. A vaca e o urso serão vizinhos, juntos os seus filhotes descansarão; o leão comerá feno como o boi. O bebê brincará na toca da cobra e a criança colocará a mão na toca da víbora. Não haverá dano nem ruína em todo o meu santo monte; porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar. (Isaías 11:6-9)

Todos os animais que utilizam os produtos do solo estarão em paz e em harmonia uns com os outros, completamente à disposição do homem. — Santo Irineu de Lyon, Padre da Igreja (140–202 DC); Adversus Haereses

Assim se delineia a ação plena do plano original do Criador: uma criação na qual Deus e o homem, o homem e a mulher, a humanidade e a natureza estão em harmonia, em diálogo, em comunhão. Este plano, perturbado pelo pecado, foi retomado de forma mais admirável por Cristo, que o realiza misteriosa mas eficazmente na realidade presente , na expectativa de o levar a cabo…  —PAPA JOÃO PAULO II, Audiência Geral, Fevereiro 14, 2001

 

AS DORES DO TRABALHO DIFÍCIL

Mas antes de chegarmos a este incrível triunfo da Palavra de Deus, a terra tem que ser purificada. A rejeição de Deus tornou-se universal; os efeitos desta apostasia são catastróficos. A própria Igreja está em desordem, a sua liderança está praticamente ausente, o rebanho está disperso e confuso. Tudo isto, enquanto uma revolução comunista global se espalha com uma facilidade que teria parecido impossível há apenas alguns meses.  Estas são as dores de parto que preparam um novo nascimento, uma nova primavera na vida cristã.  Mas que trabalho será esse.

Pensamos nas grandes potências de hoje, nos interesses financeiros anónimos que transformam os homens em escravos, que já não são coisas humanas, mas são um poder anónimo ao qual os homens servem, pelo qual os homens são atormentados e até massacrados. Eles  são um poder destrutivo, um poder que ameaça o mundo. —BENTO XVI, Reflexão após a leitura do ofício da Terceira Hora, Cidade do Vaticano, 11 de outubro de 2010

No entanto, penso que há outro “sinal” que é muito mais indicativo de que estamos a viver no “fim dos tempos”. E essa é a previsão feita pelo próprio Nosso Senhor:

…por causa do aumento da maldade, o amor de muitos esfriará. (Mateus 24:12)

Este, para mim, é o Maior Sinal dos Tempos: o aumento do mal no nosso mundo está a sufocar as brasas do amor.  É o ataque final à nossa dignidade, liberdade e à própria vida, como parte de um estratagema delineado em Apocalipse 12:

Este mundo maravilhoso – tão amado pelo Pai que enviou o seu Filho único para a sua salvação – é o palco de uma batalha sem fim que está a ser travada pela nossa dignidade e identidade como seres espirituais livres. Esta luta é paralela ao combate apocalíptico descrito em [Apocalipse 12]. A morte luta contra a vida: uma “cultura da morte” procura impor-se ao nosso desejo de viver, e viver em plenitude. Há quem rejeite a luz da vida, preferindo “as obras infrutíferas das trevas” (Ef 5,11). A sua colheita é injustiça, discriminação, exploração, engano, violência. Em todas as épocas, uma medida do seu aparente sucesso é a morte dos Inocentes. No nosso século, como em nenhum outro momento da história, a “cultura da morte” assumiu uma forma social e institucional de legalidade para justificar os mais horríveis crimes contra a humanidade: genocídio, “soluções finais”, “limpezas étnicas” e a massiva “ceitura de vidas de seres humanos mesmo antes de nascerem, ou antes de atingirem o ponto natural da morte”… —POPE JOHN PAUL II, Homilia, Cherry Creek State Park Homily, Denver, Colorado, 15 de agosto de 1993; vaticano.va

 

ADORMECEU

Vemos que alguns bispos e leigos sentem que quaisquer profecias que falam de purificação, castigo ou correção divina são falsas, simplesmente porque são amedrontadoras. Se assim for, então deveríamos repudiar Jesus Cristo pela “desgraça e tristeza” de Mateus 24, Marcos 13, Lucas 21, do Livro do Apocalipse, e assim por diante. De qualquer forma, quase tudo o que esses videntes estão dizendo já foi dito primeiro por Nosso Senhor. Ele nos disse com antecedência, precisamente para nos preparar para a hora terrível em que uma grande parte do mundo abandonará o Evangelho, resultando em nação se levantando contra nação, reino contra reino, com convulsões provocadas pelo homem (a princípio) espalhando-se por todo o planeta. Desta forma, não teríamos medo, mas reconheceríamos os “sinais dos tempos” e assim nos prepararíamos com antecedência. As advertências de Deus são uma grande misericórdia, não uma ameaça.

No entanto, a Igreja mal tem capacidade para ouvir estas palavras de Cristo, muito menos para se preparar. O défice absoluto de ensino na Igreja nas últimas cinco décadas sobre o misticismo e a revelação privada atingiu o seu limite: estamos a pagar o preço de uma profunda falta de catequese, uma vez que a profecia não só é na sua maioria ignorada, mas até mesmo silenciada.  Os novos sacerdotes mal têm a menor ideia de como lidar com a profecia, e simplesmente não o fazem. Os sacerdotes mais velhos foram treinados para zombar do místico, e muitos o fazem. E os leigos, que não foram desafiados no púlpito nas últimas cinco décadas, adormeceram.

…’a sonolência’ é nossa, de nós que não queremos ver toda a força do mal e não queremos entrar na sua Paixão . —PAPA BENTO XVI, Agência Católica de Notícias, Cidade do Vaticano, 20 de abril de 2011, Audiência Geral

Um rude despertar já ocorreu com esta chamada “ pandemia ”. Muitas pessoas, não apenas os cristãos, ficam atordoados com a montanha de contradições, imposições aleatórias , manipulação de estatísticas, destruição da economia e aumento da tecnocracia de um punhado de homens não eleitos que estão a dar as ordens para o mundo inteiro. Mas isto não é nenhuma surpresa para o estudante honesto da profecia que seguiu cuidadosamente as advertências consistentes dos papas que abrangem mais de cem anos sobre a formação de sociedades secretas que trabalham nos bastidores para derrubar a ordem actual.

Vocês estão realmente cientes de que o objetivo desta conspiração tão iníqua é levar as pessoas a derrubar toda a ordem dos assuntos humanos e atraí-las para as teorias perversas deste Socialismo e Comunismo… —POPE PIUS IX, Nostis et Nobiscum , Encíclica , n. 18, 8 DE DEZEMBRO DE 1849

Um padre descreveu-me recentemente a cena fora de uma catedral canadense. Quatro mil pessoas reuniram-se em frente à igreja, incluindo católicos que ele conhecia, que depois viraram as costas e ergueram os punhos cerrados no ar. Foi uma cena impressionante, quando multidões ingénuas usaram um símbolo comunista que acabou por resultar na morte de dezenas de milhões de pessoas no século passado. Nem é apenas um símbolo, já que os desordeiros nos Estados Unidos e noutros lugares clamam pelo fim do capitalismo e exigem o marxismo no seu lugar enquanto queimam e saqueiam. É impressionante observar esta revolução global a desenrolar-se em tempo real, embora o Senhor me tenha avisado em 2009 que ela estava a chegar.  As lições do passado estão sendo completamente ignoradas (ou reescritas). Lori Kalner, que viveu durante o regime de Hitler, escreve:

…Eu experimentei os sinais da política da Morte na minha juventude. Eu os vejo novamente agora…. —wicatholicmusings.blogspot.com 

Estamos vivendo “como em nenhum outro momento da história”, disse São João Paulo II, onde “crimes horríveis contra a humanidade: genocídio, “soluções finais”… e a ceifação massiva de vidas de seres humanos” estão se acelerando em todo o mundo.  Estamos encurralados por uma agenda global que visa uma “solução final” para reduzir a população mundial. Já está bem encaminhado, com 115 mil abortos diários em todo o planeta; com a contracepção impedindo inúmeras vidas; com dezenas de milhares de pessoas cometendo suicídio legalizado; com muitos mais sendo eliminados através de toxinas em seus alimentos, venenos no meio ambiente  e produtos químicos em seus medicamentos farmacêuticos.  E não nos esqueçamos dos vírus produzidos pelo homem, como o coronavírus, libertados intencionalmente ou acidentalmente em laboratórios.

Tudo isto é apenas o começo das desgraças que a humanidade trouxe sobre si mesma ao abandonar Deus (embora Ele não nos tenha abandonado).

 

QUENTE E FRIO

Mas dane-se se você disser isso em voz alta. Pois não é a actual faixa de destruição, violação das liberdades e atropelamento incontestado da dignidade humana que assusta a nossa hierarquia. Não, são estes videntes e visionários obscuros que recebem mensagens do Céu que devem ser desafiados, se não silenciados; são eles que nos assustam – e não os agentes maníacos da cultura da morte que nos alinham para sermos literalmente marcados e injetados com os seus produtos químicos para o “bem comum”.  Os católicos só devem falar de esperança e felicidade, tolerância e respeito, bondade e unidade. Não fale de pecado, conversão ou arrependimento. Não ouse mencionar a justiça de Deus. Não se atreva a balançar o barco.

Você, filho do homem, designei um vigia para a casa de Israel; quando você me ouvir dizer alguma coisa, você deve avisá-los por mim. Se eu disser ao ímpio: “Ó ímpio, certamente morrerás”, e você não falar para dissuadir o ímpio de seu caminho, o ímpio morrerá por sua culpa, mas eu considerarei você responsável por sua morte. Mas se você avisar o ímpio, tentando desviá-lo do seu caminho, e ele se recusar a desviar-se do seu caminho, ele morrerá por sua culpa, mas você se salvará. – Ezequiel 33

Na verdade, um dos maiores sinais dos tempos é como o amor da Igreja esfriou; como não amamos o pecador o suficiente para trazê-lo de volta da beira da destruição, por medo de que possamos “ofendê-lo”. Esta falta de direção deixou esta geração praticamente sem pai… e o amor de muitos esfriou. Mas, por favor, não acredite apenas na minha palavra:

E assim, mesmo contra a nossa vontade, surge na mente o pensamento de que agora se aproximam aqueles dias dos quais Nosso Senhor profetizou: “E porque se abundou a iniqüidade, a caridade de muitos esfriará” (Mateus 24:12 ) —PAPA PIO XI, Miserentissimus Redemptor , Encíclica sobre a Reparação ao Sagrado Coração, n. 17

Jesus reformulou isso para a Igreja na carta a Laodicéia:

Conheço suas obras; Eu sei que você não é nem frio nem quente. Eu queria que você estivesse com frio ou com calor. Então, porque você é morno, nem quente nem frio, vou cuspir você da minha boca. (Apocalipse 3:15-16)

Outras versões dizem “vomitar” ou “vomitar”. Essa hora chegou. A Noiva de Cristo está imunda e deve ser purificada. Em última análise, isto é motivo de grande alegria, embora seja doloroso. De acordo com vários videntes e visionários de todo o mundo, este Outono será crucial, com grandes eventos a começarem em breve. Veremos. Mas esta não é uma observação ociosa; não pode ser. Este é o momento de “vigiar e orar” como Nosso Senhor ordenou.

Antes da sua Ascensão, Cristo afirmou que ainda não havia chegado a hora do estabelecimento glorioso do reino messiânico esperado por Israel que, segundo os profetas, deveria levar a todos os homens a ordem definitiva de justiça, amor e paz. Segundo o Senhor, o tempo presente é o tempo do Espírito e do testemunho, mas também um tempo ainda marcado pela “angústia” e pela prova do mal que não poupa a Igreja e inaugura as lutas dos últimos dias. É um momento de esperar e observar.  Catecismo da Igreja Católica, n. 672

Os videntes têm dito recentemente em voz unânime que o Rosário deve ser rezado todos os dias como se estivesse formando os degraus da arca e refúgio do Imaculado Coração de Nossa Senhora.

Meu Coração Imaculado será o seu refúgio e o caminho que os levará a Deus. —Nossa Senhora de Fátima, 13 de junho de 1917, A Revelação dos Dois Corações nos Tempos Modernos.

Nos momentos em que o próprio Cristianismo parecia ameaçado, a sua libertação foi atribuída ao poder desta oração, e Nossa Senhora do Rosário foi aclamada como aquela cuja intercessão trouxe a salvação. —PAPA JOÃO PAULO II, Rosarium Virginis Mariae , n. 39

Esta é apenas uma maneira simples de você e sua família se prepararem para as duras dores do trabalho de parto, que já começaram. Nossa Senhora continua prometendo que aqueles que se entregarem aos seus cuidados serão cuidados por ela. Então pare de se preocupar; pare de ter medo; seja pro ativo; estar do lado de Deus. Consagrem-se a Nossa Senhora. Participe dos Sacramentos da Confissão e da Eucaristia enquanto ainda pode. Leia as Escrituras em sua casa. Jejue e ore. Estas são as maneiras simples, mas poderosas, pelas quais permanecemos firmemente ligados à Videira, que é Jesus, nosso único Salvador.

 

 

Compartilhe a Divina Vontade
Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Você também pode gostar

LIVRO DO CÉU VOLUME 4-122_ 23 de Março de 1902 O apoio da verdadeira santidade é o conhecimento de si mesmo.
Consagração da Vontade Humana à Rainha Celestial

Aplicativo Vida na Divina Vontade

Baixe Direto o APP Android

ENCONTRE TUDO RAPIDINHO

Horas da Paixão

31 Dias com Maria 

Giros da Alma

Escritos de Luisa PiccarretaLIVRO DO CÉU

Nossos vídeos no Youtube

Evangelho Maria Valtorta

Vida Intima de Ns Senhor 

VÍDEOS DA ESCOLA

 

   Aplicativo para outros celulares: https://app.vc/dvbeta

Telegram: https://t.me/joinchat/Vy8mSSfh_lVs_nez

Whatszap:
12.988930463

Baixar os: Livros da Valtorta
e Livros da Vida intima

 

           ORAÇÃO DO DIA

¨Mãe celeste, Rainha Soberana do Fiat Divino, toma-me pela mão e mergulha-me na Luz do querer Divino. Tu serás a minha guia, minha terna Mãe, e me ensinarás a viver e a manter-me na ordem e no recinto da Divina Vontade. Amém, Fiat.¨

O que é o Reino da Divina Vontade?

Canal Divina Vontade

Como se faz os 31 Dias com Maria

Formação na Divina Vontade

Músicas da Divina Vontade

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?