Meditação do Estudo 1 – Livro Mística Cidade de Deus


VÍDEO DA MEDITAÇÃO
PLAYLIST DA ESCOLA DA DIVINA VONTADE: https://www.youtube.com/playlist?list=PLUgKijoYDPAD3hmNSlVpFzmOSAX1mmIFY

PLAYLIST DAS LEITURAS DOS CAPÍTULOS DOS 4 TOMOS MISTICA CIDADE DE DEUS: PLAYLIST

PARA BAIXAR OS 4 TOMOS EM PORTUGUÊS

CAPITULO 1
DUAS VISÕES PARTICULARES QUE O SENHOR
MANIFESTOU À MINHA ALMA. OUTRAS INTELIGÊNCIAS E MISTÉRIOS QUE ME IMPELIAM A AFASTAR-ME DAS COISAS TERRENAS, ELEVANDO MEU ESPÍRITO ACIMA
DA TERRA.



Louvor a Deus

1. Louvo-te e exalto (Mt 11,25)

Rei Altíssimo, que por tua dignação e elevada majestade escondeste aos sábios e mestres estes altos mistérios, e os revelaste a mim, tua escrava, a menor e mais inútil de tua Igreja. Assim, com admiração, sereis conhecido por Todo-poderoso e autor desta obra, tanto quanto mais vil e fraco é o instrumento que utilizas.

Estado de alma da Escritora

2. Depois das longas resistências que referi, de infundados temores, e de grandes perplexidades
nascidas de minha covardia, por conhecer este mar imenso de maravilhas no qual embarco, receiosa de nele me afogar – este Senhor altíssimo deu-me a sentir uma força do alto, suave, forte (Sb 8,1), eficaz e doce.

Luz que esclarece o entendimento, submete a vontade rebelde, sossegando, dirigindo, governando reordenando os sentidos interiores e exteriores, submetendo inteiramente a criatura ao agrado e vontade do Altíssimo, para procurar em tudo e somente sua honra e glória.

Estando nesta disposição, ouvi a voz do Todo-poderoso que fortemente me chamava e atraía para si. Elevava minha habitação ao alto (Eclo 51,13) e fortalecia contra os leões (Idem 4), a rugir famintos, procurando afastar minha alma do bem que lhe ofereciam no conhecimento dos grandes sacramentos encerrados neste tabernáculo e santa cidade de Deus.

Libertou-me das portas da tribulação (Ibid. 5) por onde me convidavam a entrar, cercada pelas dores da morte (SI 17, 5) e da perdição, rodeada pela chama desta Sodoma e Babilônia onde vivemos. Procuravam me transviar, para que cegamente voltasse e me entregasse a ela, oferecendo objetos de aparente deleite a meus sentidos,
sugestionando-os com falsidade e dolo.

De todos estes laços (SI 66,7;24,15), preparados a meus pés, livrou-me o Altíssimo, elevando meu espírito e instruindo-me com eficazes admoestações no caminho da perfeição. Convidou-me a uma vida espiritualizada e angélica em carne mortal, obrigando-me a viver tão solícita, que no meio da fornalha não me tocasse o fogo (Eclo 51,6-7) e me livrasse da língua iníqua, quando muitas vezes me contava mentiras terrenas (SI 118, 85).

Chamou-me Sua Alteza para me levantar do pó e da fraqueza causada pela lei do pecado, e resistir aos efeitos herdados da natureza corrompida, dominando-a em suas desordenadas inclinações. Devia destruí-las na presença da luz e elevar-me sobre mim mesma (Lm 3,28).

Com força de poderoso Deus, correções de pai e carinhos de esposo, muitas vezes me chamava e dizia:
– Pomba minha e obra de minhas mãos, levanta-te (Ct 2,10) e apressa-te; vem a Mim que sou luz e caminho (Jo 8,12) e quem me segue não anda em trevas. Vem a Mim que sou verdade infalível, santidade verdadeira, sou
poderoso e o sábio emendador dos sábios (Sb 7,15).

Efeitos da palavra divina

3. Estas palavras produziram em mim efeito de flechas de doce amor, admiração, reverência e também de temor, de conhecimento de meus pecados e de covardia com que me retraía e aniquilava. O Senhor me dizia: – Vem, alma, vem que sou teu Deus  onipotente, e ainda que tenhas sido pródiga e pecadora, ergue-te e vem a mim que sou teu Pai; recebe a estola de minha amizade e o anel de esposa.

Seis anjos auxiliam a Escritora

4. Encontrando-me neste estado, vi certo dia os seis anjos, que como já disse, o Senhor designou para me assistirem neste trabalho e em outras ocasiões de combate. Eles me purificaram, prepararam-me, em seguida, apresentaram-me ao Senhor.
Sua Majestade deu à minha alma uma nova luz e capacidade semelhante à da glória, que me fortificou e me deu aptidão para ver e conhecer o que está acima das forças de criatura terrena. Em seguida, vi outros dois anjos,
de hierarquia superior, que me atraíam fortemente ao Senhor, e compreendi que eram muito misteriosos e me queriam manifestar altos e escondidos sacramentos.

Respondi-lhes prontamente, ansiosa por gozar daquele bem que me anunciavam, e com ardente afeto declarei minha disposição para ver o que me queriam mostrar e misteriosamente me escondiam.

Imediatamente, com muita severidade, responderam: – Detém-te, alma.
Voltei-me para eles e lhes disse:
-Príncipes do Poderoso e mensageiros do Grande Rei, porque tendo-me chamado, agora me detendes assim, contrariando meu desejo e retardando meu gozo e alegria?

Que força e poder é o vosso que me chama, me empolga, e ao mesmo tempo me atrai e me detém? Atraindo-me pelos perfumes de meu amado Senhor (Ct 1, 3), me detendes com prisões tão fortes?
Dizei-me a causa disto.
Responderam-me:
– É necessário, alma, vir descalça e despida de todos os teus apetites e paixões, para conhecer estes altos
mistérios que não admitem nem são compatíveis com inclinações contrárias.
Descalça-te como Moisés (Êx 3, 5) conforme lhe foi ordenado, para ver aquela milagrosa sarça.

– Príncipes e senhores meus,- respondi – muito foi pedido a Moisés, para em natureza terrena ter operações
angélicas; todavia, ele era santo e justo e eu pecadora cheia de misérias; perturba-se meu coração e lamento a servidão da lei do pecado (Rm 7, 23) que sinto em meus membros, contrária à do espírito.

A isto disseram-me: – Alma, coisa muito difícil ser-te-ia pedida, se dependesse apenas de tuas forças. O Altíssimo, porém, que pede e quer esta disposição, é poderoso e não negará o seu auxílio, se de coração a pedires e te dispuseres para recebê-Ia.

– Seu poder que fazia arder a sarça (Êx 3» sem queimar-se, poderá fazer que a alma presa e cercada pelo fogo das paixões não se queime, desejando ela libertar-se. Sua Majestade pede o que quer e pode quanto pede, e com sua fortaleza serás capaz (Fl 4, 13) do que te manda.

Descalça-te e chora amargamente, clama do íntimo do teu coração, para que seja ouvida tua oração e se cumpra teu desejo.

Compartilhe a Divina Vontade