Jesus fala quando Maria pisou na Cabeça da Serpente Infernal.


19 de maio de 1931

Cenas no Éden. Queda do homem. A Rainha do céu que esmaga a cabeça da serpente infernal. Como as palavras de Jesus mantêm virtude comunicativa. Como Ele fala sobre dúvidas e dificuldades.

Eu continuava meus atos na Vontade Divina e participava de seus atos que Ele fez na Criação, para dar-lhe homenagem, amor, adoração por cada coisa criada pelo amor às criaturas. Minha pobre mente foi para o Éden, no ato da queda do homem, [e eu considerei] como a serpente infernal com sua astúcia e mentira induziu Eva a escapar da Vontade de seu Criador e Eva com seus modos lisonjeiros induziu Adão cair no mesmo pecado.
Agora, enquanto eu pensava isso, meu amado Jesus me disse:

Minha filha, meu amor não se extinguiu pela queda do homem, mas reacendeu mais, e embora minha Justiça o castigasse e o condenasse com razão, meu Amor, beijando minha Justiça, sem colocar um tempo no meio, prometeu um futuro Redentor e disse à serpente enganadora com o império do meu poder:

‘Você usou uma mulher para tirar o homem da minha vontade divina, e Eu através de outra mulher, que manterá o poder do meu Fiat sob seu poder, cortarei seu orgulho e com seu pé imaculado ela te esmagará a cabeça.
Essas palavras queimaram a serpente infernal mais do que o próprio inferno, e fecharam tanta raiva em seu coração que ele não pôde ficar parado; ele não fez nada além de virar e girar na terra, para descobrir quem era ela, que vai esmagar sua cabeça, para não ser esmagado, mas para poder com seus membros infernais, com seus truques diabólicos buscar destruí-la, Ela que iria derrotá-lo, enfraquecê-lo e amarrá-lo ao abismo sombrio.

Então, durante quatro mil anos, ele sempre andou por aí, e quando viu mais mulheres virtuosas e boas, ele armou sua batalha, tentou-as de todas as formas e depois as deixou quando se assegurou, por alguma fraqueza ou defeito, que não era ela, por meio do qual ele seria derrotado; e seguiu [continuando] sua virada.

De onde veio a Criatura Celestial, que esmagou sua cabeça, e o inimigo sentiu tanto poder nela, que ela o aterrou e não teve forças para se aproximar; isso o roeu de raiva e colocou todas as suas armas infernais para combatê-la, mas o que! Ele estava prestes a se aproximar: ela o sentia em seu físico.
Ela quebrou suas pernas e forçou-o a voltar atrás; e de longe ele espionava suas virtudes admiráveis, seu poder e santidade; e, para confundi-lo, deixei-o ver a Soberana Celestial [em] seus assuntos humanos, como comer, chorar, dormir e muito mais, e ele se convenceu de que não era Ela quem devia derrotá- lo, porque, sendo tão poderosa e santa, ela não devia estar sujeita às necessidades naturais da vida; mas depois voltou a duvidar e quis voltar ao assalto, mas em vão. Minha Vontade é um poder que enfraquece todos os males e todos os poderes infernais, é a luz que se faz conhecida por todos, e onde reina, faz sentir seu poder, que nem os próprios demônios [eles] podem negar.
Então a rainha do céu era e é o terror de todo o inferno. Agora a serpente infernal ouve Minha Palavra como um relâmpago em sua cabeça, os detalhes no Éden, minha condenação irrevogável: que uma mulher esmagará sua cabeça; portanto, ele sabe que, sendo esmagado a cabeça, seu reino será derrubado na terra, para dar seu prestígio, e todo o mal que ele fez no Éden por meio de uma mulher será refeito por outra mulher, e embora a rainha do céu o tenha debilitado, ela esmagou a cabeça dele, e eu mesmo o amarrei na cruz – para que ele não esteja mais livre para fazer o que quer, mas [apesar disso] aqueles que infelizmente se aproximam causam estragos; muito mais do que ele vê que a vontade humana não é subjugada pelo Divino e seu Reino ainda não está formado; teme que outra mulher tenha que terminar de queimar seu templo, fazer a condenação divina, esmagada pela cabeça pelos pés da Imaculada Rainha, sua realização; porque ele sabe que quando falo, minha palavra tem a virtude comunicativa para outras criaturas.
Então, ao garantir que ela, a quem ele temia, fosse a Santíssima Virgem, e incapaz de lutar mais com ela, retomou sua vez; é tudo de olho e quanto à vigia para ver se outra mulher teve a tarefa de Deus de tornar conhecida a vontade divina para fazê-la reinar, e tendo visto você escrever tanto no meu Fiat, a única dúvida plantada por ele, surgir muitas vozes contra você – essa é a causa de tudo o que você sofre – ele usando homens maus, fazendo-os inventar calúnias e coisas que não existem.
Minha filha, a minha Soberana Celestial era pobre, seus dons naturais aparentemente eram comuns, nada de extraordinário apareceu do lado de fora. Ela tomou um pobre artesão como marido, que ganha seu pão diário com seu trabalho modesto. Suponha que se soubesse antes que ela era Mãe da Palavra, que era Ela, pelos grandes do mundo, por médicos e sacerdotes, que era a Mãe do futuro Messias.
Eles teriam travado uma guerra feroz, ninguém teria acreditados [assim], eles teriam dito: ‘É possível que não existam e existam mulheres em Israel, por que essa pobre Mãe era a Palavra da Eterna? Nos foi dado uma Judite, uma Éster e muitas outras!?… ‘; Portanto, ninguém teria acreditado, e duvidado, mesmo nas dificuldades que foram colocadas sem número! Se eles duvidavam da minha Pessoa Divina, por não acreditar que Eu era o Messias desejado!
E muitos ainda chegam a não acreditar em mim até atualmente, que desci à terra, apesar de ter feito muitos milagres para induzir os mais incrédulos a acreditarem em mim . Ah! quando a dureza e a obstinação entram nos corações, eles se tornam incapazes de receber qualquer bem; as verdades, os mesmos milagres são para eles como mortos e sem vida! Portanto, muito mais [isso teria acontecido] com a Mãe Celeste, que [de quem] nada milagroso foi visto do lado de fora.
Agora minha filha, me escute; as sérias dúvidas, as dificuldades mais sérias que encontraram em seus escritos são precisamente as que Eu lhe disse: que te chamei para viver no Reino de minha Divina Vontade, dando-lhe a missão especial e única de torná-lo conhecido, para que, como Eu próprio disse no Pai Nosso e a Igreja ainda diz:
‘Venha o seu reino, isto é, que a sua vontade seja feita como no céu e na terra’. Não é dito no Pai Nosso, que este Reino está na terra, mas diz: ‘que venha’, e eu não teria composto uma oração se não tivesse os efeitos para pedir que venha.

Portanto para confundi-lo, uso a mulher para compensar sua ruína e trazer o bem a todos, a quem [ele] tentou destruir?

Daí a necessidade de preparativos, graças, minhas visitas e comunicações. Isso soou mal para aqueles que leram, portanto: dúvidas e dificuldades: ‘porque não é possível que [tantos] outros grandes santos não tenham vivido no Reino da minha Vontade, então [porque] é Só isso que se referem a tudo o que te ditei!’

Enquanto liam que Eu te coloquei perto da Rainha Soberana, para que, tendo vivido no Reino do meu Divino Fiat, você possa imitá-la, querendo fazer uma cópia que se assemelhe a Ela, e Eu a coloquei nas mãos dela para ela guiá-la, ajudá-la, protegê-la para que você pudesse imitá-la completamente, parecia-lhes um absurdo e, entendendo mal o significado sinistramente, eles disseram como se Eu tivesse lhe contado, como se você fosse outra rainha; quantos erros, eles pensam!

Eu não disse que ‘você é como a Rainha Celestial’, mas que ‘eu quero que você seja semelhante a Ela’ – como disse a tantas outras almas queridas a Mim que as queria semelhantes a Mim, mas com isso elas não se tornaram Deus como Eu! -;

E então, sendo a Senhora Celestial a verdadeira Rainha do Reino da minha Vontade, é seu trabalho ajudar e ensinar as criaturas afortunadas que desejam entrar e viver nela, este eles fazem parecer que eu não tinha poder para eleger quem quero e quando quero; mas então o tempo dirá tudo, e como eles não podem negar que a Virgem de Nazaré é minha mãe, não poderão negar que eu te escolhi com o único propósito de tornar conhecida minha vontade e que através de você, Me servirei para que Meu ‘Reino vindouro’ seja cumprido.

É certo que as criaturas são um instrumento em minhas mãos, e Eu não pareço fazer-se ver quem é, mas vejo se minha Vontade Divina decidiu trabalhar com esse instrumento, e isso é suficiente para que Eu cumpra meus mais altos desígnios; e das dúvidas e dificuldades das criaturas, eu as uso no momento de confundi-las e humilhá-las, mas não paro e prossigo no trabalho que quero fazer através da criatura.

Então você também me segue e não recua. Além disso, é claro pela maneira como eles pensavam que calculavam apenas sua pessoa, mas eles não calculavam o que meu Vôo Divino pode fazer e o que pode fazer, e quando [Ele] decide trabalhar em uma criatura para realizar seus maiores desígnios no meio das gerações humanas, ele não deixa ninguém ditar a lei: nem quem deveria ser, nem o tempo, nem o caminho, nem o lugar, mas ele age absolutamente.

 

Volume 29 Livro do Céu

Compartilhe a Divina Vontade