#2 Meditação Iniciantes – Transição da Vida Humana para a Vida Divina


VOLUME 1 LIVRO DO CÉU

Começa sua narração aos 17 anos e só põe as primeiras duas meditações.

(8) E agora começo a Novena do Santo Natal. Aos dezessete anos, preparei-me para a festa do
Santo Natal praticando diferentes atos de virtude e mortificação, honrando especialmente os nove
meses que Jesus esteve no seio materno com nove horas de meditação por dia, referentes sempre
ao mistério da Encarnação.
(9) 1o. – Como por exemplo, em uma hora me punha com o pensamento no paraíso e me
imaginava à Santíssima Trindade: ao Pai que mandava o Filho à terra, ao Filho que prontamente
obedecia ao Querer do Pai, e ao Espírito Santo que consentia nisso. Minha mente se confundia
tanto ao contemplar um mistério tão grande, um amor tão recíproco, tão igual, tão forte entre eles e
para com os homens; e na ingratidão destes, especialmente a minha; que nisto teria ficado não
uma hora, mas todo o dia, mas uma voz interna me dizia:
(10) “Chega, vem e vê outros maiores excessos do meu Amor”.
(11) 2o. – Então minha mente se punha no seio materno, e ficava estupefata ao considerar aquele
Deus tão grande no Céu, e agora tão humilhado, diminuído, restringido, que quase não podia
mover-se, nem sequer respirar. A voz interior dizia-me:
(12) “Vês quanto te amei? ” Ah! Dá-me um lugar em teu coração, tira tudo o que não é meu,
porque assim me dará mais facilidade para poder me mover e respirar”.

Compartilhe a Divina Vontade