Saindo da Vontade Divina, o conhecimento de Deus e de si mesmo se perde


11 de novembro de 1900 23 Saindo da vontade divina, o conhecimento de Deus e de si mesmo se perde.

Parece que o abençoado Senhor quer me exercitar com paciência: Ele não tem compaixão nem das minhas lágrimas, nem do meu estado mais doloroso. Sem Ele, eu me vejo imersa nas maiores misérias, acredito que não há alma mais perversa que a minha; embora, estando com Jesus, me veja mais do que nunca ruim, mas quando estou com Aquele que possui todos os bens, minha alma encontra o remédio para todos os males. Então, sentindo sua falta, tudo acaba para mim; não há mais remédio para minhas grandes misérias, muito mais o pensamento de que meu estado não era mais vontade Dele e me oprime, por não estar em sua vontade, parece-me estar fora do centro e muitas vezes penso na maneira pela qual poder sair [do meu estado]. Agora, de acordo com essas disposições, senti nas minhas costas me dizendo:

Você está cansada, não está?” E eu: “Sim, Senhor, me sinto muito cansada”.

E Ele continuou: “Ah, minha filha, não saia da minha vontade, saindo de dentro da minha vontade, virá a perder o meu conhecimento e, não Me conhecendo, virá a perder o conhecimento de si mesma! Porque, então é claramente distinguido se há ouro ou lama, [se não] isso nas reverberações da luz; pois se tudo estiver escuro, os objetos podem ser facilmente trocados. Agora, a luz é minha Vontade, que, dando-lhe meu conhecimento, às reverberações dessa luz, você conhecerá quem você é e, vendo sua fraqueza, seu puro nada, você se prenderá aos meus braços e se unirá à minha Vontade, no céu. Mas se você quiser sair da minha vontade, antes de perder a verdadeira humildade, então viverá na terra e será forçado a sentir o peso terrestre, a gemer e suspirar como todos os outros infelizes que vivem fora da minha vontade ” .

Dito isto, Ele se retirou sem sequer me deixar vê-lo. Quem pode dizer o tormento da minha alma?

 

Livro do Céu Volume 4

Compartilhe a Divina Vontade