Ecoando a Oração de Luisa todos os dias


ECOANDO A ORAÇÃO DE LUISA TODOS OS DIAS

trinityonearthfiat

 

Volume 17 – 17 de maio de 1925
Mais formas de se fundir na Vontade Divina, para dar a Deus, em nome de todos, a retribuição de amor e glória pelas obras de Criação, Redenção e Santificação.
 

Depois que eu tinha deixado a ouvir confessor o que está escrito acima, com a data de 10 de Maio th , ele não estava satisfeito, e impôs em mim para continuar a escrever sobre a maneira como eu me fundir no Espírito Divino Volition. Então, apenas para obedecer, e com medo de que meu Jesus ficasse desapontado, mesmo que ligeiramente, retomo minha fala. 

Agora, acrescento que, à medida que aquele imenso vazio se torna presente diante de minha mente quando eu me fundei na Suprema Vontade, a menina continua sua volta e, erguendo-se bem alto, ela quer retribuir a Deus por todo o amor que Ele tinha por todas as criaturas na Criação.   Ela quer honrá-lo como o Criador de todas as coisas, e assim ela anda pelas estrelas, e em cada cintilar de luz ela impressiona meu ‘Eu te amo’ e ‘glória ao meu Criador’ ; em cada átomo da luz do sol que desce abaixo, ‘Eu te amo’ e ‘glória’ ; em toda a extensão dos céus, dentro da distância entre um passo e outro, meu ‘eu te amo’ e ‘glória’; no gorjeio do pássaro, no bater de suas asas, ‘amor’ e ‘glória ao meu Criador’ ; na folha de grama que brota da terra, na flor que desabrocha, na fragrância que sobe, ‘amor’ e ‘glória’ ; na altura das montanhas e no fundo dos vales, ‘amor’ e ‘glória’ . Percorro cada coração de criatura, como se quisesse encerrar-me nele, e clamo, dentro de cada coração, o meu ‘Amo-te’ e ‘glória ao meu Criador’ . Eu gostaria que aquele fosse o grito, um a Vontade, um a harmonia de todas as coisas:  ‘Glória e amor ao meu Criador’. E então, como se tivesse reunido tudo, de tal forma que tudo diga retribuição de amor e testemunho de glória por tudo o que Deus fez na Criação, levo-me ao Seu trono e digo-Lhe: ‘Majestade Suprema e Criadora de todas as coisas, esta garotinha vem aos seus braços para Lhe dizer que toda a Criação, em nome de todas as criaturas, dá a Você a retribuição, não só do amor, mas da justa glória por tantas coisas criadas por Você para amor de nós. Na tua Vontade, neste imenso vazio, tenho vagado por toda a parte, para que todas as coisas te glorifiquem, te amem e te abençoem. E agora que coloquei para Você o amor entre o Criador e a criatura em seu relacionamento, que a vontade humana havia quebrado, bem como a glória que todos Te deviam, deixe sua Vontade descer sobre a terra, que pode ligar e fortalecer todas as relações entre o Criador e a criatura. Todas as coisas retornarão à ordem original estabelecida por você. Portanto, apresse-se, não demore mais – Você não vê como a terra está cheia de males? Só a sua vontade pode parar esta corrente, pode colocá-la em segurança – mas a sua vontade é conhecida e governa.

Então, depois disso, sinto que meu ofício não está completo, portanto desço dentro desse vazio, a fim de retribuir a Jesus pela obra da Redenção.   E como se achasse tudo o que Ele fez em ato, quero dar-Lhe a minha retribuição de todos os atos que todas as criaturas deveriam ter feito por Ele, em esperá-lo e recebê-lo na terra. Depois, como se quisesse transformar-me totalmente em amor a Jesus, volto ao meu refrão e digo:  ‘Amo-te no teu ato de descer do céu; Impressiono meu ‘eu te amo’ em seu ato de ser concebido; ‘Eu te amo’ na primeira gota de sangue que se formou em sua Humanidade; ‘Eu te amo’ na primeira batida do seu coração, de modo a marcar todas as suas batidas do coração com o meu‘Eu te amo’ .  ‘Eu te amo’ em sua primeira respiração; ‘Eu te amo’ em suas primeiras dores; ‘Eu te amo’ nas primeiras lágrimas que você derramou no ventre materno. Quero retribuir suas orações, suas reparações, suas ofertas, com meu ‘Eu te amo’ ; Quero selar cada instante de sua vida com meu ‘Eu te amo’ .  ‘Eu te amo’ em seu nascimento; ‘Eu te amo’ no frio que Você sofreu ; ‘Eu te amo’ em cada gota de leite que você mamava de sua mãe. Pretendo encher com o meu ‘eu te amo’ as roupas com que a tua mãe te envolveu; Eu coloco meu ‘eu te amo’sobre aquele solo em que sua querida Mãe O deitou gentilmente na manjedoura, e seus membros mais sensíveis sentiram a dureza do feno – mas mais do que do feno, a dureza dos corações. Meu ‘eu te amo’ em cada um de seus lamentos, em todas as lágrimas e dores de sua tenra idade. Eu faço meu ‘Eu te amo’ fluir em todas as relações, comunicações e amor que você teve com sua mamãe.  ‘Eu te amo’ em cada palavra que você falou, na comida que você deu, nos passos que você deu, na água que você bebeu.  ‘Eu te amo’ no trabalho que fizeste com as mãos; ‘Eu te amo’ em todos os atos que você fez durante sua vida oculta. Eu selo meu ‘eu te amo’em cada um dos seus atos interiores e nas dores que sofreu; Eu coloco meu ‘Eu te amo’ nas estradas que Você percorreu, no ar que Você respirou, em todos os sermões que Você deu durante sua vida pública. Meu ‘eu te amo’ flui no poder dos milagres que você realizou, nos sacramentos que você instituiu. Em tudo, ó meu Jesus, até nas fibras mais íntimas do teu Coração, imprimo o meu ‘Amo-te’ para mim e para todos. Tua vontade torna tudo presente para mim, e nada quero deixar de fora, em que meu ‘eu te amo’ não esteja impressionado. Sua filhinha de sua vontade sente o dever, se não há mais nada que ela possa fazer por você, que você possa ter pelo menos um pouco de ‘eu te amo’por tudo o que fizeste por mim e por todos! Por isso, o meu ‘Eu te amo’ te segue em todas as dores da tua Paixão, em todas as saliva, desprezo e insultos que te deram. Meu ‘eu te amo’ sela cada gota de sangue que derramaste, cada golpe que recebeste, cada ferida que se formou no teu corpo, cada espinho que te perfurou a cabeça, as dores amargas da crucificação, as palavras que pronunciaste na cruz. Até o seu último suspiro, pretendo impressionar meu ‘Eu te amo’ . Quero encerrar toda a sua vida, todos os seus atos, com o meu ‘Eu te amo’ . Eu quero que você toque, veja e sinta meu contínuo ‘Eu te amo’ em todos os lugares. Meu ‘eu te amo’ nunca te deixará – sua própria vontade é a vida de minha‘Eu te amo’ . 

Mas você sabe o que essa garotinha quer? Que a vontade divina que tanto amou, e que fez durante toda a sua vida na terra, se dê a conhecer a todas as criaturas, para que todos possam amá-la e possam cumprir a sua vontade na terra como no céu. Esta menina quer te conquistar no amor, para que possas dar a tua Vontade a todas as criaturas. Oh, por favor! faça feliz este pobre pequenino, que não quer mais nada a não ser o que tu queres: que a tua vontade seja conhecida e que reine sobre a terra. ‘

Agora acredito que a obediência ficará contente de alguma forma, embora seja verdade que em muitas coisas eu tive que dar alguns saltos, do contrário nunca teria fim. Fundir-me na Suprema Volição é como uma fonte nascente para mim; e cada pequena coisa que ouço ou vejo, uma ofensa feita ao meu Jesus, é uma ocasião para novos caminhos e novas fusões em Sua Santíssima Vontade.

Agora continuo dizendo que meu doce Jesus me disse: “Minha filha, ao que disseste sobre te fundires na minha Vontade, outro apelo deve ser acrescentado – o de te fundires na ordem da graça, em tudo que o Santificador – o Espírito Santo – tem feito e fará por aqueles que devem ser santificados. Mais ainda porque, enquanto Nós, as Três Pessoas Divinas, estamos sempre unidos em operar, se a Criação aponta para o Pai e a Redenção para o Filho, o Fiat Voluntas Tua apontará para o Espírito Santo. E é justamente no Fiat Voluntas Tua que o Espírito Divino vai expor a sua obra. Você faz isso quando, ao chegar perante a Suprema Majestade, você diz: ‘Venho retribuir-te com amor por tudo o que o Santificador faz pelos que vão ser santificados. Venho para entrar na ordem da graça, para poder dar-te a glória e a retribuição do amor como se todos se tivessem feito santos e reparar-te por todas as oposições e falta de correspondência com a graça ‘ . E, tanto quanto possas, busques em Nossa Vontade os atos de graça do Espírito Santificador, para tornar tua a Sua dor, assim como os Seus gemidos secretos, os Seus suspiros angustiantes no fundo dos corações, ao ver Ele mesmo tão indesejável. E visto que o primeiro ato que Ele faz é trazer Nossa Vontade como o ato completo de sua santificação, ao se ver rejeitado, Ele geme com gemidos inexprimíveis. E você, em sua simplicidade infantil, diga a Ele: ‘Espírito Santificador, apresse-se, eu te imploro, eu te rogo novamente – faze a tua Vontade conhecida de todos, para que, ao conhecê-la, possam amá-la e possam acolher o teu primeiro ato de sua completa santificação – que é a tua Santa Vontade . ‘ Minha filha, Nós, as Três Pessoas Divinas, somos inseparáveis ​​e distintas, e desta forma queremos manifestar às gerações humanas Nossas obras por elas – que estando unidos entre Nós, cada Um de Nós deseja manifestar individualmente Seu amor e Seu trabalho para com as criaturas. ”

Fiat!

Compartilhe a Divina Vontade